Total de visualizações de página

quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Ex-Olodum confirma presença no pré-carnaval de Brasília

Ex-Olodum confirma presença no pré-carnaval de Brasília

Quarta edição do Bloco Encosta que Cresce promete arrastar em fevereiro pelo menos 70 mil foliões com "megafesta da diversidade"



A cantora baiana Nadjane Souza, ex-vocalista da banda Olodum, é um dos destaques do circuito do Bloco Encosta que Cresce, que antecipará a folia do carnaval de Brasília no dia 4 de fevereiro (domingo), das 14h às 22h, no estacionamento do Ginásio de Esporte Nilson Nelson. A programação inclui apresentações de artistas locais e abertura inédita com mais de cem percussionistas.

Acompanhada pela Banda Batukenjé Show, Nadjane Souza promete levantar a galera com um repertório plural que reúne sucessos de Cláudia Leite, Ivete Sangalo, Timbalada, Natiruts e, claro, Olodum, banda mundialmente conhecida, a qual esteve à frente como principal vocalista por mais de cinco anos.

Ao quebrar o jejum de shows na cidade, por onde passou em 2013, Nadjane também irá brindar o público com músicas do seu primeiro CD, Multiplicidade (2015), mesclando canções autorais e releituras que caíram no gosto do povo, como a canção Samba de Maria.

"Soube que cada vez mais tem crescido o Carnaval em Brasília e fazer parte disso é poder conquistar novos públicos e um grande público. O bloco é organizado, animado e inovador, então merece sem dúvidas uma grande festa. Me sinto realizada como artista e lisonjeada pelo convite, portanto, será um dia de muita animação, muitos sorrisos e vamos todos lavar a alma nesse pré-carnaval!", convida a cantora.

Programação

Conhecido pela grande participação de estrangeiros, o Bloco Encosta que Cresce terá, pela primeira vez em sua programação, um cortejo percussivo com mais de cem percussionistas da cidade. Haverá também apresentação de dança afro-brasileira com a coreógrafa Jô Gomes e discotecagem do DJ Igor Fearn com os hits do momento. No trio elétrico, a Banda Batukenjé Show irá dar continuidade a festa com a cantora Nadjane Souza e o cantor Marquinhos Nego, que prometem animar o público com uma mistura de ritmos dançantes, que vai do axé ao samba reggae, e sucessos do verão.

"Diante desse mix de apresentação artística, a expectativa do bloco é muito grande em fazer um desfile irreverente, participativo e da diversidade, em que o sorriso, a alegria e o amor sejam contagiantes entre os foliões, afirma o produtor cultural Edson Sertão”.

Consagrado como um dos blocos mais animados da cidade, o Bloco Encosta que Cresce nasceu em 2014 a partir da união de um grupo de amigos. A parceria deu tão certo que o número de foliões saltou de 1 mil (em 2015) para 12 mil (em 2016) e 40 mil (em 2017), segundo dados da Polícia Militar do Distrito Federal. 

“Para 2018 a expectativa é bem maior. Esperamos mais de 70 mil foliões para brincar e curtir a folia do nosso bloco. A programação está recheada de criatividade, irreverência e diversidade artística, portanto, uma excelente oportunidade para quem não quer ou não vai viajar”, avalia Edson Sertão, que convida os moradores do quadradinho para vestirem suas fantasias e brincarem sem preocupação.


Serviço:
Bloco Encosta Que Cresce
Data: 4 de fevereiro (domingo)
Hora: 14h às 22h
Local: estacionamento do Ginásio Nilson Nelson (Eixo Monumental)
Informações: (61) 99618-0414 – Marlúcia
Entrada: gratuita
Classificação: livre


Assessoria de Imprensa:
Clarice Gulyas
(61) 98177-3832 TIM/ Whatsapp
claricegulyas@gmail.com (Gtalk)
Registro profissional: 9520 - DRT/DF

terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Colônia de Férias a Cavalo: diversão saudável garantida


Colônia de Férias a Cavalo: diversão saudável garantida 

Em área rural localizada no centro da cidade, crianças têm a oportunidade de brincar
ao ar livre e montar a cavalo todos os dias



Com aulas de equitação e atividades ao ar livre, a proposta da Colônia de Férias a Cavalo do Centro Hípico Lago Sul (CHLS) é aproximar a criançada da natureza. O evento vai de 8 a 26 de janeiro, das 14h às 18h, e é voltado para idades de 7 a 14 anos. Interessados têm até o dia 5 do próximo mês para efetuar as inscrições, com vagas limitadas.

Durante uma semana, meninos e meninas poderão aprender a montar a cavalo e praticar equitação clássica, participando também do trato dos animais. Com a supervisão e orientação de tratadores e veterinários, elas ficam por dentro das curiosidades do mundo hípico e se encarregam da alimentação e da higiene dos cavalos, como dar banho, escovar o pelo e até encilhar o animal.

A programação inclui brincadeiras ao ar livre, trilhas, gincanas, pescaria, festival de sorvete e muito mais. A tradicional Colônia de Férias a Cavalo do CHLS conta com profissionais experientes e o apoio permanente de serviço de emergência e UTI médica móvel. As vagas são limitadas e podem ser feitas pelos telefones (61) 3339-0852 e (61) 98159-1331.

Serviço:
Datas: de 8 a 12; de 15 a 19; e de 22 a 26 de janeiro de 2018
Hora: das 14h às 18h
Local: Centro Hípico Lago Sul
Endereço: Área de condomínios do Lago Sul (subida da Ponte JK, entrada dos condomínios Solar de Brasília 2 e 3 - Fazenda Piquet
Classificação: 7 a 14 anos
Investimento: R$ 450,00 (inclui lanche e camiseta)
*Acampamento de sexta para sábado com a cobrança de taxa extra no valor de R$ 50,00
Informações: (61) 3339-0852 / 98159-1331 / secretaria.hipicalagosul@gmail.com


Assessoria de Imprensa
Clarice Gulyas
(61) 98177-3832 TIM/ Whatsapp
claricegulyas@gmail.com (Gtalk)
Registro profissional: 9520 - DRT/DF

quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Dudu Nobre se apresenta de graça neste sábado, Dia Nacional do Samba


Dudu Nobre se apresenta de graça neste sábado, Dia Nacional do Samba

Programação inclui shows de samba e pagode com Marquynhos SP e
expoentes locais a partir das 20h, em Sobradinho


Crédito da foto: Christian Gaul


Para comemorar o Dia Nacional do Samba, a Fundação Cultural Palmares (vinculada ao Ministério da Cultura) promove neste sábado (2/12), shows com Dudu Nobre e Marquynhos SP, no Estádio Augustinho Lima, em Sobradinho. A abertura fica por conta dos grupos Nascente do Samba, Neneu Vida e Banda, e Rodrigo Sampaio e Banda. O evento é gratuito e conta com o apoio do Governo de Brasília.

De acordo com a Palmares, a iniciativa tem como objetivo difundir o samba tradicional e fomentar a cultura afro. A expectativa de público é de 5 mil pessoas, segundo a organização. O Dia Nacional do Samba surgiu em 1940 em homenagem ao compositor mineiro Ary Barroso, quando visitou pela primeira vez Salvador (BA).

Um dos maiores sambistas brasileiros, o cantor e compositor carioca Dudu Nobre subirá ao palco às 23h com sucessos antigos e atuais, como as músicas “Perdido no Mar” e “Favo de Mel”. Em seguida, Marquynhos SP dará continuidade à festa com músicas que ganharam a cena musical de Goiânia e de diversos cantos do País, como “Conselho” e “Festa VIP”. 

Serviço:
Data: 2 de dezembro de 2017 (sábado)
Hora: 20h artistas locais / 23h Dudu Nobre e Marquynhos SP
Local: Estádio Augustinho Lima (Sobradinho)
Entrada: franca
Mais informações: (61) 98424-8537 / rceproducoes.eventos@hotmail.com


Assessoria de Imprensa
Clarice Gulyas
(61) 98177-3832 TIM/ Whatsapp
claricegulyas@gmail.com (Gtalk)
Registro profissional: 9520 - DRT/DF

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Filhos de Jorge e Araketu se apresentam de graça na Funarte

Filhos de Jorge e Araketu se apresentam de graça na Funarte

Encerramento do Circuito Cultural de Dança Afro-Brasileira antecipa o Carnaval neste sábado e domingo. Programação inclui apresentações locais e competições de dança


Som de qualidade e energia baiana invadem o Distrito Federal neste final de semana com shows dos grupos Filhos de Jorge e Araketu na Funarte. Com mistura de ritmos latinos e axé, a banda Filhos de Jorge se apresenta neste sábado (21/10), às 14h, com os sucessos Molinho e Ziriguidum, e as novas Deixa o Corpo Falar e Vai Que Cola. No domingo (22/10), às 14h, é a vez do grupo Araketu retornar à cidade com um repertório dançante e eclético, que inclui canções que marcaram os anos 90, como Mal Acostumado e Araketu é Bom Demais. A iniciativa é do Circuito Cultural de Dança Afro-Brasileira, da Fundação Cultural Palmares (vinculada ao Ministério da Cultura), que conta com o apoio do Governo de Brasília. 

Com atrações para o dia todo, a programação também reúne, no sábado, as apresentações do DJ Jamaica e da banda Lupulus, assim como uma animada competição de dança, com direito a premiação e entrega de certificados. No domingo, o projeto antecipa o Carnaval com ensaio aberto do bloco brasiliense Suvaco da Asa e shows do cantor Bebeto Cerqueira e da Orquestra Popular Marafreboi.   

Após percorrer diversas regiões administrativas o longo do ano, o Circuito Cultural de Dança Afro-Brasileira chega à sua última edição com o sentimento de dever cumprido. A intenção do projeto itinerante é resgatar a história da cultura negra e promover as manifestações artísticas deste segmento, proporcionando a integração da comunidade e revelando talentos locais. 

De acordo com a Fundação Cultural Palmares, os resultados atingidos com o projeto itinerante surpreenderam as expectativas da organização, que comemora a grande adesão do público brasiliense. “A cultura afro-brasileira precisa ganhar mais espaço no cenário das artes. Grupos de teatro, de dança e de artes visuais, que lutam para conseguir a proximidade com o grande público, podem, por meio deste projeto, traçar um novo caminho na história da cultura negra", comenta.


Serviço 1:
Show - Filhos de Jorge
Data: 21 de outubro (sábado)
Hora: 14h
Atrações: DJ Jamaica e da banda Lupulu
Local: Espaço Cultural FUNARTE
Endereço: Eixo Monumental, ao lado da Torre de TV
Informações: (61) 98424-8537 / rceproducoes.eventos@hotmail.com

Serviço 2:
Show - Araketu
Data: 22 de outubro (domingo)
Hora: 14h
Atrações: Suvaco da Asa, Bebeto Cerqueira e Orquestra Popular Marafreboi
Local: Espaço Cultural FUNARTE
Endereço: Eixo Monumental, ao lado da Torre de TV
Informações: (61) 98424-8537 / rceproducoes.eventos@hotmail.com



Filhos de Jorge

Araketu
https://www.youtube.com/user/AraketuVEVO/videos



Assessoria de Imprensa
Clarice Gulyas
(61) 98177-3832 TIM/ Whatsapp
claricegulyas@gmail.com (Gtalk)
Registro profissional: 9520 - DRT/DF

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

Cavaleiro olímpico comanda prova de hipismo em Brasília

Após três Olimpíadas e três Jogos Pan-Americanos, atleta mineiro irá dirigir competição 
no DF com desenho de percurso, comentários e correções de cavaleiros e amazonas




Consagrado pela revelação de talentos no hipismo brasiliense, o Centro Hípico Lago Sul (CHLS) realiza neste domingo (27/8), às 9h, a 4ª Etapa do Ranking Interno de Salto, em sua sede, no Lago Sul (DF). Os trabalhos serão dirigidos pelo cavaleiro olímpico Vitor Alves Teixeira, com reinauguração da pista principal de salto da hípica. Atletas a partir de 7 anos poderão disputar em categorias variadas com alturas de 60cm, 80cm, 90cm, 1m, 1m10, e 1m20. As inscrições vão até esta sexta (25/8), com taxa no valor de R$ 60,00. A entrada é franca.

De acordo com a diretora do CHLS, Adriana Andreoli, o evento tem como propósito integrar a comunidade local, incentivar a prática do hipismo e proporcionar o intercâmbio de experiências entre Vitor Teixeira e atletas do DF. A expectativa é atrair pelo menos 100 conjuntos (cavaleiros/amazonas e cavalos) de diferentes escolas do DF, com premiações de troféus para os primeiros colocados de cada categoria e medalhas para os demais colocados do pódio.

Inspiração para muitos atletas, Teixeira participou dos Jogos Olímpicos de 1984 (Los Angeles), 1988 (Seul) e 1992 (Barcelona), e dos Jogos Pan-Americanos de 1991 (Havana), 1995 (Mar del Plata) e 1999 (Winnipeg), com dois bronzes. Foi técnico do Paraguai e, por último, da Argentina, quando este país conquistou de forma inédita a oitava colocação na competição de saltos por equipes nos Jogos Olímpicos de Atenas (Grécia), em 2004. À frente da Argentina, na condição de treinador, também conquistou a prata nos Jogos Pan-Americanos de 2015, em Toronto (Canadá).

Serviço:
4ª Etapa do Ranking Interno de Salto do CHLS
Data: 27 de agosto (domingo)
Hora: 9h
Local: Centro Hípico Lago Sul
Endereço: Rodovia DF 001, Km 26, Fazenda Piquet, Lago Sul - Brasília (DF). Acesso pela Ponte JK, mesma entrada dos Condomínios Solar de Brasília 2 e 3. 
Inscrições: R$ 60,00 (até este sexta, 25)
Informações: (61) 3339-0852 Whatsapp: (61) 98159-1331
secretaria.hipicalagosul@gmail.com

Crédito das fotos: Edson Júnior/CHLS

Assessoria de Imprensa
Clarice Gulyas
(61) 98177-3832 TIM/ Whatsapp
claricegulyas@gmail.com (Gtalk)
Registro profissional: 9520 - DRT/DF

quinta-feira, 13 de julho de 2017

CNTA promete reação contra a reforma trabalhista

CNTA promete reação contra a reforma trabalhista 

Entidade alerta sobre a possibilidade do aumento da pobreza e a diminuição de oportunidades no mercado de trabalho




A Confederação Nacional dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação e Afins (CNTA Afins) notificou, nessa quarta (12/07), sindicatos e federações representantes dos trabalhadores das indústrias da Alimentação para reagir à aplicação da reforma trabalhista. Entidade irá ingressar na Justiça do Trabalho pela inconstitucionalidade da lei, além de promover manifestações e, possivelmente, greves.

"Agora, chegou a hora da luta e da resistência nas bases. Vamos manter unidos os sindicatos, as federações e as confederações de trabalhadores, e não vamos permitir a aplicação de nenhum item deste monstro chamado Reforma Trabalhista, que retira direitos dos trabalhadores e desmonta o movimento sindical.", convoca trecho de ofício enviado a cerca de 350 entidades ligadas a 1,6 milhão de trabalhadores no País.

De acordo com o Artur Bueno de Camargo, presidente da CNTA, a categoria já está mobilizando e conscientizando a classe trabalhadora em suas bases, inclusive, denunciando os parlamentares que votaram a favor do PLC 38/2017.

"Na primeira ameaça de aplicação de qualquer ponto em prejuízo do trabalhador, vamos entrar com ação na Justiça do Trabalho alegando inconstitucionalidade da lei, vamos fazer manifestações e, se preciso, greves.", afirma a CNTA.


Na avaliação de Rita de Cássia Vivas, assessora jurídica da CNTA, a nova lei significa subtração dos direitos trabalhistas e precarização das relações de trabalho. Quanto à inconstitucionalidade da lei, a advogada destaca o descumprimento do artigo terceiro da Constituição Federal, que garante a construção de uma sociedade livre, justa e solidária, o desenvolvimento nacional, a erradicação da pobreza e a marginalização e redução das desigualdades sociais e regionais, além da promoção do bem de todos, "sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação".

"A aprovação da reforma trabalhista demonstra, claramente, que estamos vivenciando um verdadeiro retrocesso social. E o pior: esse retrocesso será sentido e lamentado por toda sociedade, até mesmo aqueles que sinalizaram favoráveis à aprovação, haja vista que experimentaremos o aumento da pobreza bem como a diminuição das oportunidades, o que culminará num verdadeiro abismo social, considerando o desrespeito ao princípio da dignidade da pessoa humana.", afirma.

Fotos Artur Bueno de Camargo

Fotos Rita de Cássia Vivas


Assessoria de Imprensa
(61) 3242-6171 / 98177-3832 Tim/ Whatsapp
imprensa@cntaafins.org.br (Gtalk)
Registro profissional: 9520 - DRT/DF

terça-feira, 11 de julho de 2017

CNTA quer "globalizar" luta sindical para barrar abusos políticos e econômicos

CNTA quer "globalizar" luta sindical para barrar abusos políticos e econômicos

Entidade expôs preocupação com crise brasileira durante encontro latino-americano dos representantes dos trabalhadores das indústrias alimentícias




Representante de 1,6 milhão de trabalhadores no país, a Confederação Nacional dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação e Afins (CNTA Afins) busca a unidade internacional da categoria. Durante abertura da 39ª Reunião do Comitê Executivo União Internacional dos Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação (UITA), em Brasília (DF), a entidade apresentou um panorama do Brasil com as principais dificuldades enfrentadas pelos trabalhadores e o movimento sindical. O evento reuniu aproximadamente 25 entidades ligadas a pelo menos nove países, entre eles Argentina, República Dominicana, Costa Rica, Peru, Nicarágua, México, Uruguai e Panamá.

A preocupação da delegação brasileira foi oficializada em um informativo entregue à UITA. No texto, confederações representantes dos trabalhadores rurais, da Alimentação e Turismo, defendem a criação de um Comitê Latino-americano de Integração da UITA, a ser apresentado como proposta para o Congresso Mundial da entidade, previsto para agosto. Nesta terça (11/07), um novo documento deverá sugerir formas de ações integradas, que deverão ser discutidas no encontro.

"O sistema capitalista é globalizado e organizado para retirar direitos e explorar a classe trabalhadora, de tal forma que nós ainda não conseguimos também globalizar a luta sindical. O que estamos propondo é que haja uma integração maior das representações dos trabalhadores juntamente com a internacional para unificarmos nossas ações. Além de resoluções, que servirão para nos mostrar o caminho certo a ser seguido, precisamos de ações integradas na prática, e isto só é possível a partir da discussão de propostas concretas, seja aqui, no Brasil, ou em outros países", comenta Artur Bueno de Camargo, presidente da CNTA.

Norberto Latorre, presidente do Comitê Executivo Latino-americano da UITA, avalia positivamente a iniciativa e afirma que a intenção da entidade é fortalecer cada vez mais a integração da regional latino-americana com a UITA mundial. Segundo ele, este tipo de intercâmbio é importante para discutir as principais dificuldades da categoria, sobretudo àquelas recorrentes na América Latina.
"Algumas das questões mais preocupantes são a questão econômica, o desemprego, o trabalho precário, e o crescimento da terceirização, que afeta não só os trabalhadores, mas o movimento sindical, já que a terceirização retira o trabalhador da estrutura sindical, retirando também sua proteção, gerando um trabalho precário. E a missão do dirigente sindical é tentar controlar esta situação.", afirma.

Na abertura da 39ª Reunião do Comitê Executivo da UITA, sindicalistas repudiaram as reformas trabalhista e previdenciária do governo brasileiro e apoiaram as lutas e as manifestações da classe trabalhadora.

Fotos:
http://tinyurl.com/ybtv7txk